02/05/14

NÃO, NÃO GRITEM COMIGO



Não gritem comigo
O meu medo,
 Ficou no ventre de minha mãe
Eu não fujo,
Não temo
Podeis gritar,
 Gritar muito, muito
Eu não temo
Não fujo
Em quanto, vós
Que assustados fugis

Do vosso passado  
Não, não gritem
Não gritem comigo
Eu não vos temo.
Rodrigo Oliveira (01/05/2014)



Enviar um comentário